domingo, 16 de setembro de 2012

Distance

Um dia me disseram que a distância era nossa inimiga...

"Porque nos conhecemos? Porque o acaso quis? Foi porque através da distância , sem dúvida, como dois rios que correm a unir-se, nossas inclinações particulares nos impeliram um para o outro"

- Eu não vou te deixar sozinho
- Mas é longe...
- Eu vou aí só pra te segurar nos braços...seu mundo não vai cair. Prometo.
- Promete?
-Sim
...
- Você veio mesmo!
-Sim, temos duas horas, preciso pegar o ônibus das 22h.
- Obrigado por vir.

Quando o mundo dela caiu, a distância não o impediu de se fazer presente. Quando o mundo dele caiu, ela estava lá na rodoviária para uma palavra qualquer que o tirasse  do precipício.
Eles aprenderam que a maturidade só vem com o tempo e que estar junto é muito mais que um par de alianças. Descobriu-se um mundo novo, cheio de medo e incertezas, cheio de sorrisos e violão.
Ninguém imaginaria o quão perto a distância tinha os deixado. Nem eles. Mesmo não sabendo o que o futuro reserva, sem saber se qualquer coisa existe nesse tal futuro, a primeira frase do dia é sempre " queria você aqui"

Sozinha no quarto ela imagina um milhão de histórias felizes. Sozinho no quarto, ele só queria ela ali.

"And I keep waiting
For you to take me
You keep waiting
To say what we have.

How long til we call this love?"

- Agente vai ficar junto.
- Promete?
- Prometo.

Um comentário:

  1. Uma história tão específica que não poderia ser de mais ninguém e que ao mesmo tempo parece de todos, pois cada um já teve sua distância infinita (que pode ser menos de um quarteirão), já teve seu violão (que pode ser um toque de celular),já teve suas duas horas (que podem ser quinze minutos), já teve o seu "prometo" (que pde ter sido falso) e teve cada detalhe dessa história.
    A única coisa que a maioria não teve foi o seu "para sempre".
    E correm em busca do seu...
    Parabéns por mais um ótimo texto com o estilo que só você tem ;)

    ResponderExcluir