domingo, 10 de março de 2013

. Stay

I want to you stay.

Não sei direito como começar isso tudo. Só consigo pensar em uma coisa por enquanto. Eu quero que você fique. 

E não saber, segue a pista de não saber nem porque isso tudo começou. Ou como começou. Onde começou. Quando?
Eu me lembro de perder o ar, e me afastar para respirar...e pela primeira vez em muito tempo, não foi ruim a sensação. E pensando agora, o ar deixou os meus pulmões muitas vezes antes, como quando você me faz cócegas, porque elas me fazem gargalhar e você gosta de me ver me revirando pra fugir das suas mãos.
Ou quando você me olha nos olhos,e  eu não consigo decifrar nada, porque eu esqueço de te ler pra ficar procurando a verdadeira cor dos seus olhos. Ou a paz que a sua respiração me traz, e que por instantes me afastou dos pesadelos. Eu dormi lembra?
E isso tudo pra dizer, que agora, eu quero que fique. Porque não são só os quilômetros que me assustam, nem o fato que tudo de concreto que existe é que não existe nada de concreto, afinal, você nunca me viu chorar...E talvez seja isso a principal diferença. Eu nunca consegui chorar com você por perto.
 E as pequenas coisas que corroem minha curiosidade e que tentamos parecer que o tempo vai mostrar, quando na maioria das vezes a minha vontade é expor a sua alma, te revirar do avesso, só pra ver o final. E é no final que eu desisto dessa ideia ridícula e volto a imaginar que eu tenho o melhor auto controle do mundo por ter saltado pra longe naquela noite de sorvete.

Isso tudo pra dizer que eu queria você aqui, amanhã, e depois, e sei lá até quando, porque é só isso que eu consigo pensar agora. 


"I want to you stay,with me."



"Where there is desire there is gonna be a flame
Where there is a flame someone’s bound to get burned
But just because it burns doesn’t mean you’re gonna die
You gotta get up and try"


Nenhum comentário:

Postar um comentário